Translate

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Frases da Direita Preguiçosa

Entre os pseudo debates políticos atuais, infelizmente, predominam agressões verbais tolas. Por isso o "pseudo": não se debate, apenas encontram-se oportunidades para debochar de quem pensa diferente. Como nem toda Direita tem preguiça intelectual, ficam algumas recomendações aos amigos ideologicamente destros para que não passem uma má impressão.

"Você está sendo Esquerdista! Isso é Coletivista! Essas ideias são Comunistas! Esse aí só diz isso porque é..."

O rótulo tem sido a forma mais barata de evitar pensar. Joga um adjetivo bem genérico para dizer que nada que venha daquela pessoa te interessa. Não faz isso. Histórica e politicamente, ser de Esquerda lida com tantas linhas de pensamento possíveis, que ainda por cima mudam de um lugar para outro... "Coletivista", contrário aos "Individualistas", fica mais amplo ainda, toda ideia para aglutinar massas ou atribuir direitos coletivos; a Constituição brasileira assegura direitos coletivos, então não é papo de comuna falar nisso, vamos usar categorias mais ricas, faz favor. Chamar alguém de Comunista por ser do PT fica ainda mais triste já que o partido nunca foi comunista, nem nossa presidente nem o ex-presidente molusco.  No máximo, algo entre uma Centro Esquerda e social-democratas, mas talvez seja exigir demais de quem exercita estes gritos que entenda tais categorias políticas.


"Vá para Cuba!"

É constrangedor duas vezes. Substituir um conhecido palavrão por um país cujo povo superou ser puteiro dos Estados Unidos para se tornar em uma revolução uma nação pobre porém limpinha é desrespeito à geopolítica. Há muito o que conhecer visitando as praias de lá, é um país com diversidade cultural interessante, sem contar que, dadas as áreas de pobreza, pode-se fazer turismo humanitário, colaborando com instituições internacionais como voluntário durante as férias, então ir para Cuba é uma boa opção. 

Falei que constrange duplamente. A segunda é porque a direita com preguiça mental parou no tempo, ainda usando argumentos da Guerra Fria, anticomunistas paranóicos. Então, abusam da Coreia do Norte, de Cuba, da China nas frases, no que me dá medo de que a qualquer momento falem "soviéticos" em vez de "russos" por serem tão desatualizados. Cuba está abrindo o mercado, a Coreia do Norte é uma ditadura decadente, China e Rússia são motores do capitalismo atual, então não vamos ignorar que não estamos mais nos anos 1970, por favor. 

"Cuidado com os bolivarianos"

Quando ouço isso batem segundos de tédio por saber que dificilmente virá algo aproveitável depois. Tudo decorre do ex presidente venezuelano Hugo Chavez ter mudado o nome do país para República Bolivariana de... em jogada para chamar a atenção. Não é ser sinônimo de esquerda e apenas um partido em um país se chama assim. Cuidado com a Venezuela por quê? É um país ideologicamente e militarmente tão perigoso quanto o Suriname ou a Guiana Francesa. Vejamos o tamanho e peso político-econômico do Brasil para evitar falar bobagem. Do mesmo modo, quando Chavez em outra bravata conhecida, em fim de mandato, decidiu de repente chamar seu governo de socialista. A direita pira. Não basta se proclamar isso ou aquilo, ele pode se considerar mas há uma diversidade tão grande de ideias que podem ser chamadas de socialistas... 

"Sou a favor da família verdadeira"

Faz favor, família falsa é difícil de ver. Cada um considera a própria verdadeira. Recentemente, o Supremo Tribunal Federal considerou uniões homoafetivas legítimas para casar, pois reduzir o significado de família a um padrão seria criar discriminação. Aviso triste para colegas de direita: a sociedade se transforma, o tempo passa e aceitar que possam existir pessoas felizes com famílias diferentes da sua não ameaça em nada a existência da sua, nem exige que conviva com a diferença, apenas não olhe apenas para o próprio umbigo. 

"Vamos cuidar dos homens de bem"

Normalmente isso se confunde com "de bens", já que os "de bem" aceitam que negros pobres sejam perseguidos por policiais diuturnamente desde que não atinjam seu próprio cotidiano. Existem centenas de delitos catalogados na legislação penal. Asseguro que você comete alguns, querendo ou não, continuamente. A "tolerância zero" seria deixar de analisar o que mais importa à sociedade e entopir os já superlotados presídios por qualquer falha que surgir. Não é à toa que o Messias disse que quem não tiver pecado que atire a primeira pedra e terminou crucificado, sobram hipócritas até hoje. O que você talvez enquadre como ser "correto" pode ser uma novidade. Há 100 anos seria justo no Brasil um cidadão ser dono de outro de pele escura e estrangeiro africano, há 50 anos seria justo mulher não votar, hoje o Direito aceita coisas novas, então aceite que as ideias de justiça, moral, os valores, transformam-se. 

"Sou contra privilégios"

O país não surgiu ontem. Há muitas dívidas históricas contraídas com povos massacrados. Se você discorda desta ideia, pelo menos aceite que negros, indígenas, judeus, homossexuais já foram perseguidos, massacrados, chacinados no nosso passado. Além disso, nosso Direito ocidental é pautado na isonomia, compensando desigualdades, tentando equiparar em oportunidades diversas pessoas. Normalmente, quando alguém exige que todos tenham exatamente as mesmas oportunidades é porque os próprios direitos nunca estiveram ameaçados. Farinha pouca meu pirão primeiro... 

"Por que não tem cotas para heterossexuais? Para Brancos? Para..."

O Brasil nunca teve navios branqueiros trazendo holandeses na coleira para trabalhar à força e suas mulheres para serem estupradas diariamente por senhores de engenho. São homossexuais que têm humilhações na própria família, em igrejas, escolas. Vamos reconhecer o que faz de algumas categorias grupos em desvantagem antes de rir da desgraça alheia. 

"O mercado resolve"

Nem o próprio mercado acredita nisso. Uma prova disso é como em todo o Ocidente grandes empresários estão sempre em diálogo com governos procurando reduzir tributos, condições mais vantajosas na concorrência etc. O mercado cria desigualdades, mas correr para falar na sua abolição vira, no mínimo, ingenuidade. Defender a livre iniciativa, o livre mercado, sempre terá ponderações estatais. Os exemplos internacionais de países "mais livres" costumam ter carga tributária respeitável.

"Se o Brasil adotasse as políticas dos neoliberais..."

Usa-se como exemplo de neoliberalismo Estados, governos, países, quando no máximo tivemos políticas públicas em certos mandatos e projetos de economistas neste sentido. O Brasil é muito grande e tem enormes injustiças para lidar. Cortar benefícios e auxílios mataria milhões. É preciso olhar com prudência antes de gritar contra que formaria preguiçosos. O desemprego não tem tido quedas no país e não há oportunidades para todos.

"Precisamos de militares no poder"

Nem os militares querem mais isso. É estranho defender a redução do Estado querendo que forças autoritárias o governem, pois a hierarquia militar não é exemplo algum de democracia. Há quem assim afirme considerando atenuar a ditadura brasileira, desrespeitando todos que foram torturados, desaparecidos, proibidos de trabalhar, perseguidos durante aqueles anos. Ignorância histórica tem limite. 


---
São apenas alguns exemplos de expressões que incomodam no debate político. Tenhamos prudência e respeito a quem pensa diferente ou pelo menos pelas ideias que divergem das próprias. A Direita anda gritando e debochando muito, mesmo aqueles que mantém bom ritmo de leitura. É preciso conhecer o que move grupos específicos em épocas e lugares específicos, sem generalizar práticas nem pressupor que defender a mudança social e grupos em desvantagem seja um defeito. 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...