Translate

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Algumas razões recentes para eu não voltar a assistir TV

Exceto por um ou outro programa que acompanho uma ou outra vez por mês pelos sites deles na internet, não vejo mais TV. Não é decisão recente nem um manifesto. Falta motivo para ligá-la. Fico me informando sobre o que supostamente estou perdendo e só confirmam que existem formas melhores para me informar. Vamos conferir algumas recentes, tiradas de notícias sobre programas:

1 - Em um programa supostamente de humor, uma dançarina foi pressionada até raspar sua cabeça ao vivo. Não entendi qual era a piada em fazer isso com alguém.

2 - Parei para ver uns minutos de novas novelas por uma vez. Nas novelas da Globo, parece que o sotaque apenas deve ser forte quando o personagem for nordestino. Personagens estrangeiros apenas enfeitam suas falas com uma ou outra palavra nativa. Personagens paulistanos e cariocas não forçam sotaque. O "nordestinês" mostra o que pensam sobre quem nasce por aqui.  

3 - Prestei um pouco de atenção, porque os jornais diziam que as novas novelas seriam voltadas para a conquista da nova classe média. Pobres de novela gritam muito, são incapazes de relacionamentos estáveis e, no caso, terminam indo todos para a delegacia. Não sei de muitos pobres que costumam conhecer alguma por dentro. É claramente a visão da aristocracia midiática sobre aqueles que limpam suas casas. 

4 - Quando um reporter de um programa supostamente jornalístico "com humor" veio a Maceió, requentou polêmicas datadas enfrentando vereadores e deputados estaduais com chapeu de cangaceiro e chamando vereadora de "arretada" e "mulher macho". Penso que ao abordar um deputado baiano ele chamaria de "preguiçoso", um paulista de "trabalhador" etc. Continuo não entendendo a piada.

5 - Em outra emissora, a maior audiência é de um seriado mexicano cujos episódios mais recentes já devem ter quarenta anos, assim como o segundo lugar, de programas do dono do canal. Melhor não ver mais nada por lá.

6 - Em mais uma, apresentador que simulou entrevista com futuro sequestrador do padre que o batizou em Israel (visto assim, já é estranho o bastante...) continua tendo programa de TV como se nada houvesse de errado, e as últimas vezes em que sua audiência chamou a atenção foram com escândalos contra o dono de uma igreja adversária (o canal pertence a uma organização religiosa).

7 - Ah, poderia usar a TV Cultura como álibi? Não, comprometeram-se a cortar grande parte dos programas de menor audiência para atrair patrocinadores. 

8 - E o humor em outros canais, não seria saída? Estão recebendo quem foi demitido da TV aberta por não ser capaz de respeitar nem a gravidez alheia. Se premiam a grosseria e o preconceito, melhor eu ficar longe.

9 - TV Justiça? TV Câmara? Dá para assistir sem cochilar? Sim, acompanhando pelo Youtube, onde é mais fácil fazer pausas em uma programação protocolar.

10 - A TV é um ótimo instrumento para assistir DVDs, enquanto eles ainda existem.


Pretendo voltar a assistir à CNN, um dia desses, apenas para não parecer tão radical.

1 comentários:

Lane disse...

ahahahahahah Adorei!!!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...