Translate

domingo, 20 de junho de 2010

O vira-lata em cada um de nós (e ajudemos às vítimas das enchentes)

Nelson Rodrigues bem refletia quando dizia que nós brasileiros temos complexo de vira-lata. Nos vitimizamos periodicamente diante de outros povos. Contudo, é triste como isso ocorre dentro do próprio país.

Nesta madrugada, tem sido especialmente constrangedor. Neste sábado, sobrava gente no Twitter reclamando porque o incêndio em vários bairros do Rio de Janeiro poderia ter mais atenção da mídia do que a tragédia em Pernambuco e Alagoas. Contudo, enquanto escreviam isso, R7, G1, Folha etc. cobriam a tragédia nordestina e uma amiga reclamava porque a Globo News demorou para dar atenção à calamidade carioca. Resumindo: muitos presumiram logo que estavam sendo subestimados pela imprensa sem conferir antes. 

Vi quem gritasse no twitter palavrões contra as vítimas no Rio porque queria ver a tragédia nordestina com mais espaço, como se fosse possível calcular quem sofre menos estando à distância de ambos. E diante do pré-socrático dilema entre água e fogo, milhares de brasileiros em distintas regiões ficavam deslocados de suas casas, desaparecidos, falecidos, enquanto gente disputava pela internet mas não entendo qual seria o prêmio.

Surgiu quem reclamasse por que a Veja falava no Futebol na capa, como se fosse um jornal diário ou pudesse prever antes de imprimir a revista o que aconteceria no sábado. 

Eis o complexo de vira-lata. Ver a si mesmo reconhecido como vítima, mesmo longe do real sofrimento, é mais importante do que mobilizar os próprios tuites, posts, comentários para arrecadar fundos para as reais vítimas que perderam suas famílias.

Em vez de lamentar não ter espaço na mídia, seguem sugestões mais práticas para quem estiver em Maceió:

  • A Defesa Civil está recolhendo alimentos e roupas no Estádio Nelsão, na Via Expressa.
  • A Polícia Rodoviária Federal recebe no posto no Tabuleiro.
  • Doações podem ser recebidas também na sede do Corpo de Bombeiros no Trapiche.
  • O site Maceió 40 Graus também recebe em frente ao bar Lopana na praia de Ponta Verde, na casa Coca-Cola MCZ 40. 
  • Na Pajuçara, no Posto Jangadeiros, na Residência Jurídica e no Hotel Radisson.
  • No Farol, na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), ao lado da Seune.Na Assembleia de Deus também.
  • No Centro, no Procon. O Procon também arrecadará em Mangabeiras, na Fits na segunda-feira durante o seminário de acessibilidade nas relações de consumo. Ainda no Centro, no Espaço Cultural da UFAL em frente à Praça Sinimbú.
  • Na Ponta Verde, na Faculdade Mauricio de Nassau.
  • Há postos de coleta nos shopping centers da cidade, em parceria com a Polícia Militar.
  •  Na Jatiúca, estão recolhendo garrafões de água no pré-vestibular Contato.
  • Em Rio Largo, podem ser feitas doações na Escola Gastão Oiticica, onde está funcionando provisoriamente a Prefeitura. Para mais informações lá: (082) 9135-6216 (Ivaldo) ou 9135-1013 (Gizélia). 
  • Por depósitos em contas bancárias: Banco do Brasil - C/C 5241-8 / Agência 3557-2 // Caixa Econômica Federal – C/C 955-6 / Agência 2735 / Operação 006
Em Recife, no Auditório Capiba da Faculdade Mauricio de Nassau, OAB, COREN, UNICAP, GAJOP, CRA e Comitê Cidadania Contra a Fome. Aguardo mais lugares a qualquer momento.

E respeitemos o sofrimento de todos, sejam de onde forem.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...