Translate

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Extrema Direita vence no Parlamento Europeu

Do O Filtro:

Com pouco destaque na mídia brasileira (justificado, em boa parte, pelo acidente da Air France), o resultado das eleições para o Parlamento Europeu é o principal assunto nos jornais do continente. E todos atentam para o triunfo dos partidos de centro-direita. Num pleito em que o índice de abstenção foi recorde (56%), “as alternativas da esquerda socialista e social-democrata à profunda recessão por que passa a Europa não se fizeram críveis e não mereceram o apoio dos eleitores”, segundo o diário espanhol El País, que traz uma grande cobertura sobre o processo eleitoral. O Partido Popular Europeu (PPE), de orientação conservadora, mantém-se como a principal força em Bruxelas, com 263 a 273 dos 785 assentos, com larga vantagem ante o Partido dos Socialistas Europeus (PSE), que deve ficar com 155 a 165 cadeiras. A direita se reforçou, por exemplo, na França, Itália, Reino Unido e Polônia.

Obs.: Nada surpreendente. Com a crise econômica internacional, a defesa do livre mercado (marca neoliberal), o discurso pelo trabalho para cidadãos (disfarce da xenofobia), são como agarrar-se ao que resta evitando problemas maiores. Partidos de orientação racista passam a comandar as políticas públicas da União Europeia.

Em El Clarin, há análise interessante e preocupante dos resultados.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...