Translate

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Entrevista de Jarbas Vasconcelos

O Bolsa-Família como o maior programa oficial mundial de compra de votos. O PMDB como uma confederação de líderes regionais voltada à corrupção, sem quaisquer ideias para defender como partido. As presidências da Câmara e do Senado como símbolos da mediocridade que predomina no Parlamento. E um dos fundadores do partido é que diz tudo isso, Jarbas Vasconcelos. Clique aqui para ler fragmentos da entrevista mais comentada da semana.

Ok, ok, nada do que ele diz é novidade para ninguém. O escândalo está em ser dito por um Senador da República. Lembremos que entrevista no mesmo tom fora dada pouco antes de morrer pelo Senador Jefferson Péres, do PDT, e em algumas ocasiões pelo filiado ao "velho MDB", como ele prefere chamar o partido, Pedro Simon. Como bem disse Ricardo Noblat, Simon hoje é apenas uma fotografia na parede. Ambos concederam suas entrevistas no mesmo tom: de enfado, cansaço, tédio com o que vinham encontrando no Parlamento que parla menos que negocia e decide menos em nome da coisa pública do que para pequenas políticas de bancada para manter os próprios cargos e privilégios.

Era de se esperar se a nota de resposta do PMDB será capaz de responder a tantas constatações. Afinal, é comum no direito que declarações não contestadas sejam consideradas verdadeiras. Pois o partido prestou um grande serviço ao país ao dizer que nada tinha a dizer. É incrível a divulgação de uma nota para a imprensa como resposta às alegações não responder às alegações? Releia o começo do parágrafo, sobre o significado de alegações não contestadas.

Mas o Ministro das Comunicações, Helio Costa, tomou as dores do partido e chamou o senador de "desagregador", disse que ele "é uma pessoa isolada, não consegue conviver" e que "quem não está satisfeito devia sair". Concordo. Se constata que o partido não tem outros objetivos além de projetos pessoais dos seus dirigentes, o senador deveria deixar de se misturar e sair do partido. Pega mal manter tão más companhias.

1 comentários:

Caim disse...

Jarbas Vasconcelos: contra todos e contra ninguém!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...