Translate

sábado, 8 de novembro de 2008

Fechando a semana Obama



Para um país de racismo disfarçado como o Brasil, pode parecer exagero celebrar um presidente negro nos EUA. É preciso observar a história cultural de lá, de segregação há poucas décadas, para ver o passo gigantesco que fora dado pelo povo americano.

Falar em esperança quando estamos acostumados com líderes demagogos, populistas, nos países da América Latina, também pode parecer inocência. Contudo, num país afundado numa crise econômica, com seu povo embriagado por uma guerra sem fim, abalados pelo terrorismo pela primeira vez dentro do próprio território, convencer que é possível mudar é tarefa para estadistas, não apenas para presidentes. Estadistas são vistos apenas durante o mandato. Logo, resta a esperança para os americanos.

Países cujas lideranças tinham aversão à política internacional americana já anunciam que querem voltar a ter laços diplomáticos. Até organizações racistas (KKK) anunciam tolerar o presidente. Ainda bem que há alguém conciliador na maior potência do mundo quando o mundo está à beira de uma recessão comparável apenas ao começo do século XX.

Para essa semana de teste de maturidade do povo americano, Let it Be segundo a interpretação no filme Across the Universe, em que o papel da guerra (seja ela qual for) e da segregação racial sobre a formação cultural da sociedade americana são tão bem resumidos.

A canção é o avesso da proposta de Obama. "Let it be" versus "Yes, we can", acomodação coletiva oposta a planejar e executar mudanças que superem as infelicidades.

3 comentários:

Anônimo disse...

O vídeo com legenda: http://www.youtube.com/watch?v=b0xbRhAUUDE

Sérgio Coutinho disse...

Obrigado pelas legendas, mas preferia que deixasse comentário se identificando.

Abraço.

30&Alguns disse...

excelentes posts como sempre, mas em especial nessa semana do Obama!
um ótimo domingo!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...