Translate

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Por que chamamos de democracia? - parte IV

Ao contrário dos Estados Unidos, onde o MySpace tem enorme importância na divulgação das campanhas eleitorais presidenciais, no Brasil lutamos contra o TSE para sair do Neolítico.

Este é meu blog. Mesmo assim, não posso divulgar aqui o meu voto nas próximas eleições. Isso precisa ser feito apenas no site oficial da campanha de cada candidato. Se incluir aqui links para seus sites oficiais, posso ter um desrespeito às arvorezinhas do país, em outras palavras, um enorme desperdício de papel com processos eleitorais que ameaçarão tirar do ar durante as eleições este blog. Liberdade de expressão? Esqueça. Não devo divulgar meu voto aqui.

Candidatos não podem usar o Youtube, o Orkut. O despreparo online dos julgadores é tamanho que foi aceita ação contra o site Twitter Brasil devido a comentários deixados num microblog do Twitter, que não pertence mas é comentado pelo referido site. Foi criado um perfil falso no serviço Twitter, que corresponderia a uma determinada candidata. Em vez de tirar do ar o perfil falso foi tirado do ar um site da internet brasileira que comenta microblogs. E lá vai o desperdício com deslocamento de oficial de justiça procurando o endereço físico de uma página na internet.

Ricardo Noblat tem título de eleitor em Recife e mora em Brasília. Daí divulgou no blog dele quem é a candidata do blog em Fortaleza. Quem terá competência nesse caso? Algum Tribunal do Google? Por que não deixar cada eleitor se expressar em paz, desde que não ofenda outros candidatos? Sem vítimas, onde está o crime?

O acesso à internet no Brasil, seja ela residencial por escolas e faculdades, lanhouses ou escritórios ou seja como for, tem aumentado a cada dia. A melhor ferramenta para pesquisar quem é cada candidato não é o enfadonho e analógico horário eleitoral gratuito, mas a Transparência Brasil, a lista negra da AMB, ou o manual online para eleitores de Adriana Carranca, no blog Seu voto vale ouro, todos os três serviços já comentados aqui.

Infelizmente, nada disso é visto pela Justiça Eleitoral brasileira.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...