Translate

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Quer morar na Europa?

Com a palavra, João Pereira Coutinho, na Folha de São Paulo:

Socorro!


Eu sei que existem brasileiros que sonham com a Europa. Não falo de Paris e de férias na Torre Eiffel. Falo de viver na Europa, trabalhar na Europa, quem sabe casar e envelhecer na Europa.

Por favor, mudem de idéias. Qualquer europeu sensato, com dois neurónios em razoável funcionamento, trocaria a Europa pelo Brasil. Existe insegurança nos trópicos? Pois existe. Mas na Europa existe segurança a mais e, com uma União Européia que todos os dias aumenta os seus poderes legislativos sobre a vida do mais insignificante cidadão, a coisa começa a ganhar contornos fantasmagóricos.

Pior: de acordo com a revista alemã "Der Spiegel", o cenário vai piorar. A União Européia é liderada por 27 comissários (não eleitos, entendam) e os 27 competem entre si pelo troféu definitivo: como produzir o maior número de regulamentos idiotas para transformar um adulto europeu numa criança de 4 anos?

A paranóia legislativa ataca todas as áreas da vida humana, do trabalho à intimidade, sem esquecer aquilo que os europeus devem comer, beber, respirar, ouvir, olhar, fazer ou não fazer. Conta o artigo que o maior recordista de imbecilidades por dia (repito: por dia) dá pelo nome de Markos Kyprianou, um cipriota que lidera a área da Saúde. Agora, o grande desafio de Kyprianou é fazer ao álcool o que a Europa fez ao tabaco. Ou seja, acabar com a podridão.

Verdade: fumar em cafés ou restaurantes é hoje coisa do passado e os fumantes resistentes são vermes que a sociedade européia contempla com inevitável nojo. Como os leprosos na Antiguidade. Mas os fumantes terão companhia para breve: quando Kyprianou conseguir colocar no rótulo de cada bebida alcoólica as palavras sacramentais de que beber mata, arruina matrimônios, queima massa cinzenta etc. etc. etc. Não excluo que a figura elegante de Johnny Walker em seus passeios campestres seja substituída por um fígado em putrefação cirrótica. Por que não?

Precisamente: é tudo para o nosso bem. A União Européia proíbe o dono de uma vaca de vender leite tirado da vaca a um consumidor ocasional? É tudo para o nosso bem. A União Européia proíbe qualquer alimento com excesso de sal, gordura ou açúcar de proclamar as suas virtudes nutritivas? É tudo para o nosso bem. A União Européia está disposta a arruinar a tradição centenária dos produtores de queijo alpino porque as instalações não têm tecnologia fabril? É tudo para o nosso bem.

E é tudo para o meu bem. Leio as proibições, os regulamentos, os aconselhamentos e o paternalismo de Bruxelas e não posso deixar de pensar que, no curto prazo, metade da minha dieta estará proibida por um burocrata qualquer. Já imagino esse dia bem triste, e bem civilizado, em que sairei de casa com gabardine e óculos escuros, disposto a comer, numa catacumba qualquer, os pratos que a minha avó fazia na maior das inocências.

Claro que alguns resistentes ainda perguntam se um mundo crescentemente securitário será um mundo crescentemente livre: um mundo onde os seres humanos podem viver suas vidas e serem responsabilizados por suas escolhas. A dúvida deixa de fazer qualquer sentido. Os delírios regulamentares de Bruxelas não acabam apenas com modos de vida úteis e benignos que foram resistindo aos testes do tempo. Os delírios de Bruxelas arruinam também o sentido mais básico da liberdade individual: esse espaço onde eu posso atuar sem a interferência de terceiros. E sem interferir com a vida de terceiros.

Trocar o Brasil pela gaiola européia? Não sejam loucos. E, se me permitem, socorro!

12 comentários:

Georges disse...

É preciso ver o outro lado da sua questão. No Brasil, a liberdade se confundiu com libertinagem e ficou tudo liberado.
Aqui tomamos leite misturado com água oxigenada e soda caústica como o escândalo no final do ano passado. Comemos frutas de segunda e carne sem controle de hormônios que jamais chegariam à mesa Européia. De que adianta nossa liberdade de escolha se nenhum órgão fiscaliza decentemente os produtos. E não podemos pagar coisa boa porque é caro e ninguém garante que realmente é melhor.
Só comemos lixo. Soja tb faz mais mal que bem e está sendo alertado na Europa. No Brasil divulgam como se fosse o alimento perfeito...

A UE é regrada, pois civilidade e organização tem um preço. Claro que existem exageros, mas a coisa funciona.

Sempre achei bebida pior que cigarro. Tem mais é que botar rótulo.

Brasileiro é que está errado. Aceitamos tudo sem reclamar. Só ligamos pra cervejinha, futebol, samba e mulher pelada...

Breno disse...

Se parar-mos e pensar-mos sobre a realidade das coisas, iremos notar que quando um europeu vem ao brasil, todo mundo trata o como um verdadeiro rei. Se ele tem a intenção de se estruturar aqui no Brasil; rapidamente e facilmente ele irá conseguir, pois nos rendemos à suas superioridades por assim dizer de modo geral.
Sabemos e acompanhamos diariamente, o que os europeus estam fazendo para dificultar a entrada de estrageiros no continente. Eles não querem de forma alguma dar oportunidade a alguém que é de fora ao invéz de beneficiar ao cidadão do própio país.
Ainda temos uma mente muito atrazada em relação aos europeus, e isso é a mais pura verdade. Um exemplo claro é que, quando um europeu vem morar no Brasil, nós logo temos uma opinião de vitória, conquista, enfim um monte de vantagens ao seu respeito. E quando um brasileiro coloca os pés por lá; eles logo julgam: nossa, brasileiro, futebol, carnaval, mulheres, diversão e por fim, mão de obra e ecravo. Nos deixamos tratar como empregados e o tratamos como líderes. E por conseguinte se não mudar-mos nosso pensamento erúdito, continuaremos a comer o resto que eles jogam no nosso prato.

Keilla disse...

se realmente tudo isso é verdade então nasci no lugar errado, deveria ter nascido na Europa, pois prefiro mil vezes essa "prisão" de lá que essa "liberdade" aqui do Brasil.

Simone disse...

Ambos estao certos.
Não exite em pais nenhum um sistema perfeito.
A vantagem esta em nos que podemos escolher o lugar onde morar.

Vinícius A. de Oliveira disse...

"A vantagem esta em nos que podemos escolher o lugar onde morar."
- Discordo não podemos mesmo... e na boa, europeus ainda virão trabalhar ilegais na América do Sul e no Oriente Médio.

Alison disse...

Alguem pode me ajudar, com dicas ou qualquer outro tipo de ajuda, Quero morar na europa penso em ganhar dinheiro é claro, mas tambem para aprender uma 2° lingua do jeito mais rapido xD
meu e-mail é alison_bra@hotmail.com
Obrigado

Veronica disse...

Olà!Acredito quem tem boa conduta sabe se dar respeito, seu valor sera reconhecido em todo lugar,não importa aqui no Brasil ou em outro
Pais. Vejo tantos comentarios criticos sobre os
brasileiros que sonham em morar fora do páis, ser humilhado etc..., pois tenho muitos amigos que moram na Europa trabalham como qualquer pessoa comum e se dão bem. Acho que o preconceito esta dentro daqueles que nao sabe se valorizar seja aqui no Brasil ou na Europa.

Veronica disse...

Olá!Pretendo morar na Europa,gostaria de receber informações sobre os estatutos europeus.
tenho muitos conhecidos que moram em Portugal, Italia,Espanha,Londres...todos estão adorando,
apesar de sempre ouvir comentários horríveis sobres os europeus.Acredito que a boa conduta esta acíma de tudo.
Obrigada

tereza disse...

Nada na vida é 100% digo perfeito!BRASIL,tem coisas maravilhosas mas,europa tem coisas maravilhosas mas,USA tem coisas maravilhosas mas, são assim mesmo.,imigração existe desde a época de abraão,todos em busca de uma melhora de vida.

Ahel Alnm disse...

A situação da Europa é compreensível. Eles se fecham aos imigrantes desqualificados e tentam atrair imigrantes qualificados. A pergunta é se um Imigrante Qualificado pode ir ao Canadá, País extremamente desenvolvido, ou à Austrália que é um Brasil que deu certo, porque ele iria para a fria, regrada e economicamente estagnada Europa?

Tiranto a Alemanha, que outros Países europeus podem oferecer a um imigrante qualificado o que o Canadá ou a Austrália ou mesmo os EUA podem oferecer?

A situação é mais complexa do que parece. A Europa precisa de imigrantes, isso é fato. Mas ninguém precisa de imigrantes desqualificados, prostitutas e assaltantes, que é o que tem saído do Brasil para lá ultimamente.

Nós que vivemos no Brasil sabemos as dificuldades que cá se encontram. Um europeu que venha ao Brasil viverá como um Rei, muito melhor do que vivia na Europa. Mas um brasileiro nascido e criado aqui dificilmente chegará a ter um padrão de vida elevado, se não for viver na Europa ou outro País desenvolvido.

Isso me soa absurdo porque é sabido, que o Brasil é o País com maior quantidade de riquezas naturais do Planeta Terra. Para se ter uma ideia, temos tanto ferro, que poderíamos construir uma escada ligando a terra à Lua e voltando mais de treze vezes, segundo li na National Geographic. Mas onde está a capacidade brasileira de transformar essa riqueza natural em riqueza de fato para o seu povo?

Essa capacidade só chegará com investimentos maciços em Educação e Infraestrutura, uma carga tributária justa e ordenada, uma diminuição drástica da burocracia e um aumento na rigorosidade das leis.

Enquanto esse momento não chega (Parece que estmaos a caminho dele pelo progresso que estamos tendo), nós ficamos sonhando com a Europa e a América do Norte, onde esse momento já chegou desde há mais de um século.Por hora, ainda somos um povo muito imaturo, e tendemos a ver tudo com uma ótica romântica. O velho sonho de ir à Europa, comprar uma casa ampla à beira de um lado no sopé dos alpes, enquanto tomamos chocolate quente tranquilamente numa sociedade que é suprassumo do desenvolvimento.

Isso não existe. Infelizmente. Não na Terra. As pessoas tem que se conscientizar que problemas existem em todos os lugares e aprender a valorizar mais o Brasil e ajudar este País a mostrar o que ele pode realmente oferecer para o Mundo e para os seus habitantes. E não é pouco, o Brasil com um pequeno empurrão já cresceu 8% ao ano e tirou 35 milhões da pobreza, criando uma classe média de 100 milhões de pessoas.

Imagem com o mesmo tratamento recebido pela Europa?

veronica disse...

gostaria que alguém me disesse qualé o país mais rico e desenvolvido atualmente.pois acompanhando as notícias internacionais e ouvindo alguns colegas que moraram no exterior ,especialmente nos estados unidos percebo que lá na américa não é mais um mundo dos sonhos como antigamente.por isso quero ir trabalhar e estudar em um pais melhor que o brasil.meu imail é verdevansilva@yahoo.com.br

Manoela Ramos disse...

Falou tudo keilla, perfeito 👌 sem mas.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...