Translate

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Médicos Sem Fronteiras na Somália

MSF trabalha na Somália há 17 anos. Hoje, 50 profissionais internacionais e 600 somalis oferecem cuidados de saúde em dez regiões do sul e do centro do país, de acordo com relatório divulgado por MSF em 20 de agosto de 2007 (clique aqui para ler o relatório em inglês).

Sem governo central desde 1991, o país é marcado por freqüentes conflitos armados. A violência provoca o deslocamento de milhares de pessoas que passam a viver em condições precárias, sem abrigo ou fornecimento de água adequados e sem fonte estável de alimentação.

A Somália apresenta um dos piores indicadores de saúde do mundo: a estimativa de vida é de 47 anos e mais de um quarto das crianças morre antes de completar cinco anos de idade. A desnutrição é crônica e em vários locais superior ao nível que determina a necessidade de uma intervenção de emergência. Doenças raras, como calazar, são endêmicas em algumas áreas.

MSF oferece à população somali cuidados primários e cirúrgicos em hospitais e clínicas, assim como programas de tratamento de desnutrição, tuberculose e calazar. Em 2006, foram realizadas mais de 300 mil consultas médicas e 10 mil pacientes foram internados nos hospitais de MSF no país.
Clique aqui para ver algumas imagens do trabalho de MSF na Somália.

Fonte: MSF

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...