Translate

terça-feira, 1 de maio de 2007

1o de Maio para os Trabalhadores

Na véspera do Dia Internacional do Trabalho, a imprensa divulga logo todos que trabalharão no feriado. Então, é um bom momento para pensar em todas as categorias profissionais e todos os grupos sociais que costumam ser esquecidos nas lutas coletivas por direitos trabalhistas.

Onde está o sindicalismo quando quase todas as empregadas domésticas não têm carteira profissional?

Por que não há programas de capacitação para trabalhadores transgêneros, travestis e transexuais?

Até quando toleraremos a desqualificação profissional imposta a surdos no mercado de trabalho, celebrando quando "conquistam", após anos de esforços, um trabalho temporário como empacotadores?

Quantos sindicatos estão preparados para receber trabalhadores com deficiência para encaminhá-los ao mercado de trabalho? Quantos ainda lidam com trabalhadores com deficiência como fim de carreira, apenas tocando no assunto quando se trata de acidente de trabalho e aposentadoria por invalidez?

Diante da discriminação no mercado de trabalho a negros, imigrantes, mulheres, quantas organizações profissionais fazem campanhas para o respeito à dignidade da pessoa humana?

A passeata do 1o de Maio é para poucos trabalhadores nesse país que ainda tem ponto facultativo.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...