Translate

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

O novo-velho PD


Nossos partidos parecem querer seguir o modelo norte-americano no que tem de pior.

No ano passado, com medo da cláusula de barreira, o PL e o PRONA se tornaram o Partido Republicano. Muito se falou sobre sua bancada, sobre os caciques do novo partido, mas nada se alterou no já obscuro antes programa partidário.

Agora, o PFL tornou-se Partido Democrata. E o Partido Democrata Cristão, o Partido da Social-Democracia Brasileira, o Partido Democrata Trabalhista, já existentes? Como diria Shakespeare, em Romeu e Julieta, o que significa um nome, teria a Rosa menos perfume se se chamasse perna? Pernas e rosas, no sistema partidário brasileiro, cheiram mal.

Interessante a brincadeira de Roberto Pompeu de Toledo num artigo da revista Veja, há dois anos, sobre os nomes dos partidos. Afinal, temos um Partido dos Aposentados da Nação que falou, na campanha presidencial, sobre renovação na política!

Não houve qualquer mudança programática no PFL. Falou-se rapidamente que seria um esforço pela renovação do partido, pelo estímulo à juventude. A juventude a que se referem são Antonio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA), Rodrigo Maia (PFL-RJ) e Paulo Bornhausen (PFL-SC), nenhum deles um garotinho (ops, partido errado...) na política e todos os três filhos de anciões pefelistas.

Nem mesmo houve a discussão aberta. A Gazeta de Alagoas de hoje divulgou que os líderes locais da legenda não sabiam da mudança.

Ricardo Noblat divulgou em seu blog que teria sido encomendada uma pesquisa de opinião há semanas testando 10 nomes e o melhor colocado foi PD (Partido Democrata). Não é à toa que o PFL era o partido mais profissional do Brasil, sabe bem que vender sabonete e candidato são a cada dia mais parecidos, com a constante diferença que é mais fácil devolver um sabonete que não corresponda à embalagem.

2 comentários:

Cássio Augusto disse...

Pois é companheiro... ñ podemos nos calar diante de tamanha barbárie!!!

Amigos da Bahia disse...

Muito bom. Somente uma correção: o PR foi resultado da fusão do PL e do PRONA, não de PRONA e PP.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...